Páginas

sábado, 20 de outubro de 2018

POESIAS DE WANDERSON SIQUEIRA DE CASTRO


*O escritor pinheiralense Wanderson Siqueira de Castro, após lançar o livro "Aimirim Num País Quase Maravilhoso", nas cidades de Pinheiral e Conservatória, distrito de Valença; apresenta aos leitores seus trabalhos em poesias "Versos Soltos" e "Ajuda-me". Trabalhos que falam da dor do amor e das indecisões da juventude. De linguagem fácil, os textos retratam o fundo da alma, para um público que gosta de falar de amor em toda a sua essência! 

Wanderson Siqueira de Castro.
 (24) 98867-5379



Versos Soltos

Quando estou só,
Viajo por minh’alma.
E a cada viagem,
Descubro-me cada vez mais inseguro,
De desejos incertos,
De verdades falsas.
E sentimentos contraditórios.
Hoje, não choro por um amor,
Mas por vários.
Hoje, não fico triste,
Fico depressivo.
Sorrio para todos, menos pra mim.
Dou conselhos aos que me procuram,
Mas sempre me sinto perdido.
Pelos mais longínquos cantos da alma,
Só encontro o vazio.
E a cada parada,
Travo uma intensa batalha entre a adolescência e a vida adulta.
Não consigo mais saber se sou,
Um jovem promissor
Ou um caipira sonhador...

Wanderson Siqueira de Castro
Pinheiral – RJ




AJUDA-ME

As lágrimas caem no meu rosto
Como uma chuva intensa.
A tristeza reina em minha face,
O sorriso não é mais frequente.

Todos os momentos me fazem lembrar de ti,
Em todos os rostos vejo tua face.

Os amigos me consolam,
Mas não adianta.
Os remédios me dopam,
Mas o efeito acaba.
A música me alegra,
Mas tu me entristeces.

Como vês, as fugas não adiantam,
A morte não tenho coragem,
Por favor, diga-me como te esquecer,
Antes que eu esqueça que existo.


Wanderson Siqueira de Castro
Pinheiral - RJ











sexta-feira, 19 de outubro de 2018

LAMPIÃO PROCURA MARIA BONITA


POETA A PROCURA DE UMA COMPANHEIRA


Poeta a procura de uma companheira

Sou poeta, vivo de escrever poesias tenho 67 anos sou divorciado à vinte e dois anos tenho quatro filhos, todos casados e independentes.
Moro sozinho sou proprietário de uma pequena editora onde edito as minhas poesias e também obras de outros escritores.
Ser poeta é ser aquele que não se preocupa com o dia de amanhã, pois vivemos em nosso mundo de ilusão e fantasias que criamos quando vem a inspiração.
Mas ultimamente tenho me sentido solitário, assim sendo resolvi publicar esta dissertação para interagir com outras pessoas.
Vamos ao que interessa:
Quero corresponder com mulheres maiores de 30 anos que seja livre, de preferência que esteja ligada com a arte ou cultura.

A mulher que se interessar entra em contato pelo comentário.