Páginas

domingo, 10 de outubro de 2021

Homens, Deuses e Diabos






 

Homens, Deuses e Diabos

 

Homens, como todos sabem e está provado que os homens existem e sem dúvida todos acreditam, pois são vistos todos os dias e em todos os lugares, ao contrario os outros personagens nunca foram vistos por ninguém, assim sendo fica aquela pergunta: Os homens criaram deuses e diabos? Sim é a minha resposta.

Deuses e diabos são personagens distintas que mesmo hoje em dia com o avanço da ciência ainda deixam muita gente a questionar a veracidade sobre eles. Pois em tempos remotos os primeiros habitantes da terra temiam fenômenos naturais como sendo obras de deuses maiores ou menores esta crença foi se evoluindo, com o passar dos tempos então cada ser supostamente invisível tinha poderes de proteger ou castigar as pessoas, os mesmos eram consagrados em templos luxuosos onde eram adorados, foi assim no Egito, na Pérsia, na Babilônia e em outras tantas culturas que criaram mitologias com várias divindades dentre todos estes deuses tinha um chamado Yahweh que era um deus menor. Adorado por poucas civilizações então um individuo caldeu chamado Abraão afirmou ter tido um contato direto com o referido deus que lhe ordenou deixar sua terra natal e seguir sem rumo pelo deserto, que lhe seria entregue uma terra para ser criada uma cidade e que daquele dia em diante ele e os seus acompanhantes teriam que prestarem cultos e homenagens somente a Yahweh e excluir os outros deuses então foi assim que começou a primeira civilização monoteísta.

Com a liderança de Abraão saíram nômades pelo deserto com a esperança de chegarem à terra prometida. 

Criando assim a mitologia judaica cristã que são apresentadas como escrituras sagradas que nada mais é que uma compilação de textos e narrativas orais de várias civilizações em tempos remotos.

Então até o ano I DC só existia o que hoje é conhecido como antigo testamento que narra fatos fantásticos como cobra que fala machado que flutua homem que sobreviveu três dias nas entranhas de um grande peixe e muitos outros causos que aos olhos da ciência são impossíveis de acontecer, mas muitas pessoas afirmam que são verdadeiros dizem que quem fez tais prodígios foi o deus dos hebreus chamado de Yahweh, que se revelava através de vários profetas que tinham o dom de prever o futuro e prometiam que viria um suposto messias que iria livrar os judeus da opressão e julgo de seus dominadores.

No século I da nossa era comum Israel e toda a Palestina estavam sobre o domínio do Império Romano que os dominavam com mão de ferro então começou a aparecer grupos rebeldes que lutavam para se livrarem dos opressores, sendo os mais famosos os Essênios, os Zelotes e outros tantos, esta resistência é comprovada por vários escritores da época.

Também começou a aparecer homens que diziam ser o messias que os Judeus tanto esperavam.

As margens do Rio Jordão um hebreu por nome João Batista clamava e induzia as pessoas a serem batizadas e afirmava que depois dele viria outro para completar o que ele tinha começado assim sendo no ano 30 DC apareceu para ser batizado um cidadão Galileu que era primo de João, que se chamava Jesus segundo o relato quando ele estava sendo batizado

“o espírito santo em forma de pombo pousou em sua cabeça”.

(E óbvio lembrar que estes supostos fatos só vão ser encontrados na bíblia, no novo testamento e não tem nenhuma comprovação arqueológica ou cientifica).

Então este homem chamado Jesus arrebanhou doze discípulos e saíram pregando uma nova doutrina e faziam prodígios, milagres que convenceu parte dos judeus, mas muitos não acreditavam em suas pregações havendo assim uma divisão entre s seus contemporâneos.    

Assim sendo ele contrariava os sacerdotes judaicos que o perseguiram e com a ajuda de um de seus seguidores o prenderam e o levaram para ser julgado pelos romanos, então pelo governador da Galileia o romano Pôncio Pilatos que o condenou a ser crucificado.

Segundo a bíblia ele ressuscitou ao terceiro dia e ficou na terra por mais quarenta dias até ser arrebatado ao céu.      

É bom lembrar que os cristãos dizem que Jesus foi concebido misteriosamente em uma virgem hebréia chamada Maria e que seu padrasto se chamava José um hebreu descendente do rei Davi oriundo do reino de Judá.

Segundo bíblia Jesus viveu aqui na terra trinta e três anos, com a sua morte ressurreição e ascensão deixou os seus ensinamentos orais para aqueles que o seguiam que ficaram conhecidos como cristãos.

Jesus não deixou nada escrito nem se quer uma palavra, os primeiros relatos começaram a ser escritos quarenta ou cinquenta anos depois de sua morte, então fica muito claro que muitos relatos foram alterados e modificados haja vista que nenhuns de seus contemporâneos que eram escritores e historiadores da época, nada comentaram sobre feitos tão importantes que aconteceram em seu ministério.   

Com a sua morte e ascensão os remanescentes discípulos continuaram as pregações orais e eram perseguidos pelos judeus e romanos, dentre estes perseguidores se destacava um cidadão romano judeu chamado Saulo de Tarso que após pegar uma carta em Jerusalém com o sumo sacerdote Caifaz seguiu para a cidade de Damasco na Síria para prender os cristãos.

Segundo ele mesmo narra no livro de atos, “indo no caminho aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues”.

Então naquele dia Saulo se converteu ao cristianismo e de perseguidor passou a ser perseguido, foi então que os primeiros manuscritos começaram a ser publicados e divulgados em Jerusalém, toda Palestina, na Grécia, Roma e em outros lugares.

Saulo se converteu e o seu nome mudou e passou a se chamar Paulo de Tarso com a sua conversão os cristãos se fortaleceram, mas a perseguição do império romano continuou.

Os imperadores perseguiram e sacrificaram muitos cristãos, mas por incrível que pareça cada vez eles aumentavam assim foi até o fim do Século XXX.

Com a ascensão do Imperador Constantino ao poder e com a conversão de sua mãe Helena as coisa foram mudando “No ano de 312 na noite anterior a Batalha da Ponte Milvio contra as forças de Maxêncio, Constantino supostamente tivera um sonho no qual aparecia uma cruz, e nesta estava grafado a seguinte frase: In hoc signo vinces (sob este signo vencerás), com isso antes da batalha começar ele ordenou que os seus soldados pintassem em seus escudos esta insígnia”...

E realmente ele saiu vitorioso nesta batalha então ele proclamou O Édito de Milão ou Mediolano (em latim: Edictum mediolanense) promulgado em 13 de junho de 313 foi um documento proclamatório no qual se determina que o império romano fosse neutro em relação ao credo religioso, acabando oficialmente com toda perseguição sancionada oficialmente, especialmente aos cristãos.

Tal documento, publicado em forma de carta, transcreveu o acordo entre os tetrarcas Constantino (imperador do Ocidente) e Licínio (imperador do Oriente).

Além da liberdade religiosa, a aplicação do Édito fez devolver os lugares de culto e as propriedades que tinham sido confiscadas aos cristãos e vendidas em hasta pública: "o mesmo será devolvido aos cristãos sem pagamento de qualquer indenização e sem qualquer fraude ou decepção". Deu ao cristianismo, e a todas as outras religiões, o estatuto de legitimidade comparável com o paganismo e, com efeito, destituiu o paganismo como religião oficial do império romano e dos seus exércitos.

Antes da emissão do Édito de Milão, Galério, em 30 de abril de 311, promulgou o Édito de Tolerância, também chamado de Decreto da Indulgência, no qual, buscando harmonia política, reconhece o cristianismo e dá fim à perseguição anticristã.

O primeiro Concílio de Nicéia foi o primeiro concílio ecumênico da Igreja. Seus feitos resultaram em um dos primeiros símbolos da fé e doutrina cristã, chamado de Credo Niceno. Com a criação deste credo, estabeleceu-se um precedente para os concílios locais e regionais subsequentes (Sínodos), realizados pelos bispos, para criar declarações de crença e cânones da ortodoxia doutrinária — com a intenção de definir a unidade das crenças para toda a cristandade.

Quem presidiu este concilio foi o imperador Constantino que junto com o clero escolheram os manuscritos que foram considerados canônicos e descartou vários outros com o argumento que os tais não foram inspirados por Yahweh, que são chamados de livros apócrifos.

Então várias modificações foram feitas adequando-se com os princípios pagães que eram praticados pelos romanos e foram introduzidos rituais que só eram praticados pelos romanos. 

Vulgata é a forma latina abreviada de vulgata editio ou vulgata versio ou vulgata lectio, respectivamente "edição, tradução ou leitura de divulgação popular" — a versão mais difundida (ou mais aceita como autêntica) de um texto.

No sentido corrente, Vulgata é a tradução para o latim da Bíblia, escrita entre fins do século IV início do século V, por São Jerônimo, a pedido do Papa Dâmaso I, que foi usada pela Igreja Cristã Católica e ainda é muito respeitada.

Nos seus primeiros séculos, a Igreja serviu-se, sobretudo da língua grega. Foi nesta língua que foi escrito todo o Novo Testamento, incluindo a Carta aos Romanos, de São Paulo, bem como muitos escritos cristãos de séculos seguintes.

No século IV, a situação já havia mudado, e é então que o importante biblista São Jerônimo traduz pelo menos o Antigo Testamento para o latim e revê a Vetus Latina.

A Vulgata foi produzida para ser mais exata e mais fácil de compreender do que seus predecessores. Foi à primeira, e por séculos a única, versão da Bíblia que verteu o velho testamento diretamente do hebraico e não da tradução grega conhecida como Septuaginta. No novo testamento, São Jerônimo selecionou e revisou textos. Chama-se, pois, Vulgata a esta versão latina da Bíblia que foi usada pela Igreja Católica Romana durante muitos séculos, e ainda hoje é fonte para diversas traduções.

O nome vem da expressão vulgata versio, isto é "versão de divulgação para o povo", e foi escrita em um latim cotidiano.

Por que um Deus bom criou um Diabo ruim?

A Bíblia diz que foi o diabo (ou Satanás), na forma de uma serpente, que tentou Adão e Eva para pecarem e que trouxe a queda do casal.  Mas isto suscita uma pergunta importante: Por que Deus criaria um diabo ‘ruim’ (cujo nome significa “adversário”) para corromper Sua boa criação?

Então este ser é apresentado como a oposição ao deus Yahweh que como castigo por sua rebeldia o expulsou do céu e com ele todos os rebeldes e lhes deu poderes para atentarem os homens na terra.

 Em minha opinião ele é a polícia de deus, pois é ele que faz a punição castigando os humanos.

Nas escrituras hebraica exatamente no livro de Jó deus faz uma aposta com o diabo. Jó c 2 v de 1a 10

Num outro dia os anjos vieram apresentar-se ao Senhor, e Satanás também veio com eles para apresentar-se.

2 O Senhor perguntou a Satanás, "De onde você ve­io?"
Satanás respondeu ao Senhor: "De perambular pela terra e andar por ela".

3 Disse então o Senhor a Satanás: "Repa­rou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal. Ele se mantém ínte­gro, apesar de você me haver instigado contra ele para arruiná-lo sem motivo".

4 "Pele por pele!", respondeu Satanás. “Um homem dará tudo o que tem por sua vida”.

5 Estende a tua mão e fere a sua carne e os seus ossos, e com certeza ele te amaldiçoará na tua face."

6 O Senhor disse a Satanás: "Pois bem, ele está nas suas mãos; apenas poupe a vida dele".

7 Saiu, pois, Satanás da presença do Senhor e afligiu Jó com feridas terríveis, da sola dos pés ao alto da cabeça.

8 Então Jó apanhou um caco de louça e com ele se raspava, senta­do entre as cinzas.

9 Então sua mulher lhe disse: "Você ainda mantém a sua integridade? Amaldiçoe a Deus, e morra!"

10 Ele respondeu: "Você fala como uma insensata. Aceitaremos o bem dado por Deus, e não o mal?”
Em tudo isso Jó não pecou com seus lábios.

Vejam meus leitores que no texto acima às coisas se inverteram, pois, ao eives de o diabo atentar deus, deus atentou ao diabo, outra observção que podemos faze é que: segundo a bíblia o diabo foi expulso do céu e lançado a terra com grade ira, mas ele continuou tendo acessos à porta celestial, pois foi prestar contas com deus junto aos arcanjos.

Então foi feita uma aposta ente deus e o diabo com esta aposta os dois não ganharam e só quem saiu perdendo foi Jó que não tinha nada a fazer diante de tamanha prova.

Deuses e diabos são figuras invisíveis que só aparecem nas páginas da bíblia e em outros livros supostamente sagrados, os cientistas estudam estes fenômenos há séculos e ainda não conseguiram provar a existência de ambos.

  É óbvio que tem uma pequena parcela de cientistas que tentam por a + b que tais fatos são verdadeiros geralmente estes homens ainda estão presos em casulos religiosos que apesar das contundências provarem ao contrario eles ainda assim tentam achar provas no improvável. 

 

 

 

sexta-feira, 15 de maio de 2020

O ENCONTRO DE CRENTE COM O ATEU




Mais um cordel, espero que gostem

O ENCONTRO DE CRENTE COM O ATEU

O Brasil é um país laico
E dá liberdade de religião
Todos os credos são aceitos
Sem haver repreensão
Até mesmo ser ateu
Está garantido pela constituição

Mas os ateus não são bem vistos
E são sempre descriminados
Não podendo expor suas idéias
Ficam sempre reservados
Com medo de descriminações
E serem mal interpretados

O ateu não acredita em deuses
E nem no sobre natural
Prefere aceitar a lógica
Em um conceito racional
‒ Depois que a ciência estuda
Explica o que era fenomenal

Ser ateu não é crime
E também não é defeito
É o símbolo da liberdade
Que se trás dentro do peito
O ateu ama o semelhante
E pela natureza tem respeito

Mas são sempre mal interpretados
Por não terem religião
São tidos com filhos do Capeta
E sobrinhos do Cão
Quando encontram um religioso
Sempre tem discussão

O religioso quer converter,
O ateu pra seguir sua religião
Conta-lhe coisas fantásticas
E fala de milagres e de redenção
E ainda lhe promete vida eterna
E quando morrer ter salvação

Um dia presenciei um fato
Que achei engraçado
Eram dois homens conversando
Falavam de milagre e de pecado
Cheguei bem perto
Pois queria ver o resultado

O que vi e ouvi
Agora vou fazer a narração
Era um crente e um ateu
Que promoviam a discussão
Eu fiquei só ouvindo
E no caderno fiz a anotação

O crente falava muito alto
E começou chamar atenção
As pessoas iam parando
Para ouvirem a discussão
Foi quando eu me aproximei
Para dar minha opinião

Pedi licença a todos
E logo fiz uma saudação
Chamei-os para o lado
E falei da minha intenção
De promover uma cantoria
Do ateu e do Cristão

Eles logo concordaram
E disseram sem rodeio
Marque logo o dia e a hora
Pois o embate vai ser feio
Convide bastante gente
Queremos ver o salão cheio

Então fiz logo os contatos
E arrumei o Salão
Marquei logo o dia
Pra ser feita a realização
Os cantadores se prepararam
Pra fazer boa apresentação

Finalmente chegou o dia
E o pessoal estava animado
O salão ficou cheio
Veio gente de todo lado
Que queriam ver a cantoria
Do crente sabido e do ateu preparado

Os convidados chegaram
E logo fizeram acomodação
Os cantadores trouxeram,
Viola pandeiro e violão
Afinaram os instrumentos
E começou a questão

Eu cantei o primeiro verso
Agradecendo a multidão
Disse obrigado a todos
Recebam minha saudação
Apresento-lhes os repentistas
Um ateu e um cristão

Estão aqui os cantadores
Que vão fazer a apresentação
Um chama Zé da Igreja
E o outro primata da evolução
Que vão debater em versos
Ateísmo e religião

Ateu
Boa noite para todos
Que está aqui presente
Espero que gostem
Da cantoria e do repente
Hoje aqui nesta sala
Mostrarei que ateu não mente

Crente
Boa-noite toda platéia
Recebam meu aperto de mão
Também cumprimento este ateu
Que não passa de um bobalhão
Porque despreza o sagrado
E não tem religião

Ateu
– Olha aqui seu Zé da Igreja
Respeite o meu ponto de vista
Sou ateu e não tenho religião
Mas só ando em cima da pista
Sou honesto e gosto de tudo certo
E não gosto de pastor vigarista

Crente
– Não me chame de vigarista
Procure ter mais educação
Você não acredita em Deus
E só acredita na evolução
Você parece um macaquinho
Que ainda está em transformação

Ateu
– A teoria de Darwin
Mostra com muita clareza
Que as espécies se evoluem
Seguindo o ciclo da natureza
Eu só acredito na ciência
Que prova o que tem certeza

Crente
– O Senhor fique sabendo
Que acredito na criação
Foi Deus quem fez a terra
E também fez Eva e Adão
Esta história de macaco
Não passa de sua invenção

Ateu
– Essa história de criação
Que você insiste em afirmar
É uma grande mentira
E eu posso lhe provar
A ciência explica com lógica
Quem quiser pode estudar

Crente
– Pois saiba vossa senhoria
Que Deus criou o mundo perfeito
Deu regras e ordens
Mas Adão fez mal feito
Deu conversa ao diabo
E faltou com o respeito

Ateu
– Adão nunca existiu
Isto é uma ilusão
A vida apareceu na terra
Foi com a grande explosão
Tudo começou com o Big Bem
Inclusive a evolução

Crente
– Essa história de Big Bem
É uma mentira cientifica
Eu prefiro acreditar na Bíblia
Que muito melhor explica
Se viemos de uma explosão?
Deus onde Fica?

Ateu
– Eu já cansei de lhe dizer
E de dar explicação
Deus não existe!
O que existe é ilusão
Tem gente ganhando dinheiro
Com essa história de criação

Crente
– A Bíblia não é mentirosa
Nela tudo está registrado
Ela é a palavra de Deus
Que para o homem foi revelado
Mas ateu igual a você
Ensina tudo errado

Ateu
– Não ensino nada errado
Apenas dou explicação
De fatos que foram estudados
E tiveram conclusão
O que a ciência não prova
É uma grande interrogação

Crente
– E sobre milagres ocorridos
O que você tem a dizer?
A Bíblia está cheia deles
E eu posso descrever
No deserto a rocha verteu água
Para os Hebreus e Moises beber

Ateu
– Milagres não existem
Só existe fenômeno natural
Coisa fantástica; ignoro.
Prefiro ficar com o racional
Tem pastores ganhando dinheiro
Fazendo a campanha do sal

Crente
– Não critique os pastores
Da doutrina Neopentecostal
Eles fazem campanhas
Mas curam o pessoal
Muitos já ficaram ricos
Quando seguiram o ritual

Ateu
– Tem Bispo que comprou Televisão
E Apóstolo comprando fazenda de gado
Depois vão para a televisão
E dão logo um recado
─ Precisamos de patrocinadores
Porque nosso dinheiro ta minguado

Crente
– Você deixe de falar mal
E tenha mais educação
Muitas almas são salvas
No programa da televisão
Por isto é que ajudamos
Dando ofertas com gratidão

Ateu
– Tem a varinha mágica
E a moeda abençoada,
Também meia milagrosa.
Vendida sobre faturada
Ele vende por R$ 150,00
Um par de meias, importada

Crente
– Pois você fique sabendo
Que eu adquiri a meia, abençoada
Calcei logo no meu pé
Aquela meia, encantada
Recebi logo um dinheiro
De uma demanda encravada

Ateu
– Isto tudo é fanatismo
Quem resolveu foi o advogado
Se a demanda estava na justiça
Tinha que ter resultado
De qualquer forma você ganharia
Depois do caso julgado

Crente
– Vamos parar por aqui
Agradecendo ao povão
Acho que todos gostaram
Da nossa apresentação
Você continue Ateu
E eu continuarei Cristão

Ateu
– Ok. Zé da Igreja
Acho que ficou empatado
Cantamos bonitos versos
Espero que todos tenham gostado
Peço-lhe mil desculpas
Neste verso bem rimado

Crente
– Ok. Primata da Evolução
Não precisa se desculpar
Cantamos versos bonitos
Para o povo se alegrar
Aproveitando lhe convido
A ir à minha Igreja visitar

Ateu
– Venha me dar um abraço
E também um aperto de mão
Vamos continuar amigos
Eu Ateu e você Cristão
Felizmente somos livres!
E temos liberdade de expressão!...


Fim

segunda-feira, 11 de maio de 2020

3ª GUERRA MUNDIAL




Desde o começo desta pandemia eu queria escrever um cordel sobre o assunto, tentei por várias vezes, mas não passava da pri­meira estrofe, então deixei pra lá, mas hoje pela manhã estava na cozinha lavando umas vasilhas quando veio a inspiração então parei o que estava fazendo e vim para o computa­dor em menos de 20 minutos o cordel estava pronto.

3ª GUERRA MUNDIAL
Literatura de Cordel
Autor: Vicente de Paula “Lampião”
Escrito em: 11 de maio de 2020
Estilo de Rima: Septilha
Com 14 estofes e 98 versos

O coronavirus chegou
Para o mundo aterrorizar
Foi criado na china
Com o propósito de matar
Eu sempre tenho dito
Chinês é povo maldito
E o mundo quer dominar.

Quer dominar o mundo
Para ser a primeira nação
Fizeram no laboratório
Do vírus a transformação
Preparado pra matar
Todos que nele tocar
Certamente vai pro caixão.

Esta é a terceira guerra
Sem bomba e sem canhão
Apenas um micróbio
Dizima a População
Temos que ter cuidado
Andar sempre mascarado
E lavar sempre a mão.

Esse projeto chinês
Há muito tempo foi criado
Chamado Tigre asiático
E no mundo foi espalhado
Eu sempre conversei
Ao povo sempre alertei
E não fui bem interpretado

O povo não acreditava
Na minha revelação
Que muitas vezes comentei
Em conversas de salão
Achavam que eu era louco
De mim faziam pouco
Mas agora me dão razão

Não sou bruxo nem profeta
Mas vivo a estudar
Os fatos acontecidos
E a uma conclusão chegar
Este é meu conceito
Trato todos com respeito
Mas a verdade, tenho que falar.

Há três anos atrás
Houve uma confusão
Entre Trump e Xi Jinping
Sobre comércio e exportação
Sanções foram imposta
A China deu a resposta
Com o vírus da Maldição

Na cidade de Wuhan
O vírus foi modificado
Para ser mais mortal
No mundo foi espalhado
Pra matar muita gente
Xi Jinping ficou contente
Com o mundo infectado

Com o mundo infectado
O plano estava concluído
Curaram o povo chinês
Que a doença tinham contraído
Suspenderam a sanção
A china voltou em ação
E o produto oferecido

Os produtos oferecidos
Em escala mundial
Os países terão que comprar
Mascaras, respiradores e avental.
Só a China tem pra vender
O mundo teve que se render
A este país que só faz o mal

A China ganhou a guerra
Sem apenas um tiro dar
O mundo continua refém
Pois todos têm que comprar
Com preço alterado
Tudo é sobre faturado
E ninguém pode reclamar

Desde que o corona começou
Eu queria escrever um cordel
Falando da pandemia
E deste vírus cruel
Fiz a concentração
Veio a inspiração
E passei para o papel

Sou Vicente de Paula
Meu apelido é Lampião
Já fiz muitos cordéis
Que agrada a população
Quero ver você avaliar
E este cordel comentar
E dar sua opinião.

Se gostar faça um elogio
Faça sua critica se não gostar
Me mostre os erros
Para eu consertar
Não tenho vaidade
Nem sou dono da verdade
Mas gosto de dialogar

Fim

sexta-feira, 31 de maio de 2019

JOSÉ MENDES ESCRITOR MARABAENSE VAI LANÇAR SEU 4º LIVRO


Atenção

Moradores de Marabá e adjacências, não percam

Lançamento do 4º livro do autor José Mendes.

Intitulado:

Povoado do Carrapato

"A trajetória de dois goianos"

Dia 07/06/2019. As 15,00 h local: Biblioteca Municipal de Marabá.

Orlando Lima Lobo.

Rua cinco de Abril no antigo Mercado Municipal - Marabá Pioneira.



sexta-feira, 5 de abril de 2019

LAMPIÃO LANÇARÁ SEU NOVO LIVRO NA 7ª FEIRA LITERÁRIA DE VALENÇA (FLIVA 2019)




O livro “Crônicas & Cordéis”; de autoria de Vicente de Paula “Lampião” Já está pronto e será laçado no estande da editora REI ARTS no dia 29 de Maio de 2019 na 7ª Feira Literária de Valença.

quarta-feira, 3 de abril de 2019

REI ARTS NA FLIVA 2019






REI ARTS ESTARÁ PARTICIPANDO DA 7ª FEIRA LITERÁRIA DE VALENÇA (FLIVA 2019)

A Editora REI ARTS produções com seus escritores estarão presentes na Feira Literária de Valença (FLIVA 2019) que será realizada do dia 29 de maio ao dia 01 de junho de 2019. Na cidade de Valença – RJ. Local: (Jardim de cima)

Quarta Feira 29/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 20h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Quinta Feira 30/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Sexta Feira 31/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Sábado 01/06/19 Expositores Abertura 09h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 10h – fechamento 24h

Lista dos Escritores que já confirmaram presença no stander da REI ARTS

1.  Vicente de Paula “Lampião”
2.  Paulo Marcelo Ribeiro de Araújo
3.  Jorge Luiz Barbosa
4.  Wanderson Siqueira de Castro
5.  Carlos Ventura da Silva
6.  Saulo Soares M. Carvalho

domingo, 31 de março de 2019

REI ARTS ESTARÁ PARTICIPANDO DA 7ª FEIRA LITERÁRIA DE VALENÇA (FLIVA 2019)





A Editora REI ARTS produções com seus escritores estarão presentes na Feira Literária de Valença (FLIVA 2019) que será realizada do dia 29 de maio ao dia 01 de junho de 2019. Na cidade de Valença – RJ. Local: (Jardim de cima)

Quarta Feira 29/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 20h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Quinta Feira 30/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Sexta Feira 31/05/19 Expositores Abertura 08h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 08h – fechamento 22h

Sábado 01/06/19 Expositores Abertura 09h – fechamento 22h
Tenda Cultural Abertura 10h – fechamento 24h

Lista dos Escritores que já confirmaram presença no stander da REI ARTS

1.  Vicente de Paula “Lampião”
2.  Paulo Marcelo Ribeiro de Araújo
3.  Jorge Luiz Barbosa
4.  Wanderson Siqueira de Castro
5.  Carlos Ventura da Silva
6.  Saulo Soares M. Carvalho